PABXTelefonia IP

[GUIA] Como implantar um projeto de Pabx-IP na sua empresa

Já não é mais dúvida que independente do tamanho da empresa é possível obter recursos avançados de PABX. Aqui, você terá um guia completo de como implantar um projeto de PABX-IP na sua empresa.

Além da escolha do fornecedor do software de Pabx-IP, listamos os passos para a implementação, que você verá mais detalhadamente abaixo:

  1.    Escolha dos tipos de ramais;
  2.    Decisão da sua operadora de telefonia;
  3.    Escolha do tipo de servidor;
  4.    Dicas importantes de rede.

1. Escolha dos tipos de ramais

Primeiramente, existem 3 tipos de ramais para diferentes usuários, que também podem ser mesclados para atender todas as necessidades de cada empresa:

  •  Softphone: Software que simula um aparelho de telefone (telefone virtual). Ele possui bina e teclas, sendo instalado no computador ou celular dos usuários. Ou seja, geralmente é a opção mais econômica.
  •  Gateway de Ramais (FXS): Aparelho de conversão que permite que o usuário aproveite os aparelhos convencionais e, assim, transforme esse ramal em um ramal IP.
  •  Aparelho IP: Um aparelho IP possui uma qualidade superior de voz. Também possui identificador de chamadas e várias teclas de memória que facilitam o dia-a-dia do usuário. No entanto, para evitar a necessidade de instalar um cabo de rede para cada ramal, o indicado é contratar aparelho com a função POE. E, sendo assim, o aparelho se conecta com o cabo já disponível no computador do usuário.

2. Decisão da sua operadora de telefonia

Depois de escolher como serão os tipos de ramais, sua empresa precisa decidir qual a operadora efetuará e receberá as ligações.

Os Sistemas de Telefonia IP se conectam diretamente com as operadoras VOIP, já que se comunicam pelo mesmo protocolo (IP). Nesse sentido, algumas operadoras VOIP oferecem o serviço de Pabx-IP na nuvem com preços razoáveis.

Mas o que acontece se a operadora ficar fora? Além disso, e se sua internet cair? Abaixo, apresentamos os equipamentos que permitem que sua empresa utilize operadoras convencionais mesmo com um sistema avançado de Telefonia IP (como o DGTEL-IP):

  • Gateway de Linhas analógicas (FXO): Converte linhas analógicas em linhas IP.
  • Gateway E1: Conecta linhas digitais (E1 DDR) com o Pabx-IP.
  • Gateway GSM: Conecta chips de celular com o Pabx-IP, e permite que os ramais liguem normalmente sem perceber que a ligação está saindo de chip para chip (e geralmente a custo zero).

3. Escolha do tipo de servidor

O próximo passo é entender qual o tipo de servidor será utilizado. Então, a instalação do sistema é feita em um Servidor físico ou na Nuvem (Cloud).

A capacidade do servidor está atrelada a quantidade de ligações simultâneas enviadas e recebidas.

Após realizar essas etapas, é muito importante alinhar com a empresa os recursos disponíveis no sistema e quais são suas necessidades.

4. Dicas importantes de rede

  • O ideal é instalar os equipamentos em um Switch, separados da rede de dados, a fim de evitar conflitos entre dados e voz;
  •  É muito importante não divulgar as senhas do sistema e ativar o firewall para evitar invasões;
  • No caso de conexão com filiais, o recomendado é que elas possuem IP Fixo para, dessa forma, facilitar a interligação.

Implantando seu projeto de PABX-IP

Agora que você conhece todo o processo de implantação, o que acha de uma consultoria gratuita para conhecer todas as suas necessidades para o projeto?

A DG possui mais de 10 anos de experiência no assunto e possui o atendimento de qualidade que você quer, com todas as soluções que a sua empresa precisa para transformar o atendimento.

Então, fale com um de nossos especialistas e comece hoje a utilizar o PABX-IP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *